Bruno Azevedo

Compartilhe

ALÍVIO NA DERROTA!

A derrota do Vasco para o líder Corinthians em Itaquera foi um duro castigo para a equipe comandada pelo técnico Zé Ricardo, já que o gol dos donos da casa foi marcado pelo atacante Jô usando o braço pra empurrar a bola e decretar o resultado. A infração foi ignorada pelo árbitro goiano Elmo Alves Resende Cunha, que também não foi auxiliado pelo adicional de fundo (até hoje não entendo o que aquela turma faz atrás dos goleiros).

Já o torcedor vascaíno tem motivos para sorrir por conta da atuação da equipe, que seguramente foi uma das melhores do ano, mostrando disposição, disciplina tática, organização defensiva e, principalmente, com Nenê voltando a jogar em alto nível.

Por outro lado, é nítido que o time se ressente de um centroavante nato, já que Andrés Rios está muito aquém do que se espera de um autêntico camisa 9. E sem Luis Fabiano à disposição, ficou estranha a ausência de Thales no banco de reservas.

Mas voltando ao jogo em Itaquera… ah arbitragem!!!

 

NA ILHA, LEÃO NÃO RUGE!

A boa vitória do Flamengo sobre o Sport por 2 a 0 fez justiça ao time de Guerrero e cia, que foi superior ao adversário ao longo dos noventa minutos e ainda soube se aproveitar da expulsão do volante Patrick no segundo tempo. Destaque para a atuação do meia Evérton Ribeiro, que assumiu a responsabilidade para criar as principais jogadas ofensivas da equipe.

O jogo também foi importante para devolver ao goleiro Alex Muralha a tranquilidade necessária para trabalhar visando ao jogo decisivo da próxima quarta-feira, diante da Chapecoense, pelas oitavas de final da Copa Sul Americana. Isso porque, diante do Leão, Muralha teve boa atuação e ainda foi saudado pelos quase dez mil presentes na Ilha do Urubu!

 

ARTILHEIRO ATÉ NA DERROTA!

Num confronto direto por uma vaga no G8, o Fluminense deixou escapar a possibilidade de encostar no Cruzeiro após o tropeço diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada, sendo que ambas as equipes estavam, até então, empatadas com 31 pontos.

Como ponto positivo, o gol de Henrique Dourado na derrota, de virada, por 3 a 1, que deixou o Ceifador na artilharia isolada do Campeonato Brasileiro, à frente do corintiano Jô, que também marcou na rodada (o polêmico gol de mão, na vitória de seu time sobre o Vasco).

 

SOMENTE O NECESSÁRIO!

Sem exibir um futebol vistoso e abusando do direito de desperdiçar oportunidades, o Botafogo venceu o Santos por 2 a 0 no Estádio Nilton Santos e segue no pelotão que briga para entrar no G4 do Brasileirão, além de ter quebrado uma invencibilidade do Peixe que já durava 17 jogos. E a opção dos técnicos Jair Ventura e Levir Culpi em poupar alguns de seus principais jogadores por conta dos jogos decisivos na Libertadores (dos titulares santistas, somente o  goleiro Vanderlei estava em campo) deu o tom da partida, que teve muitos passes errados, finalizações sem pontaria e um público em torno de cinco mil pessoas no Engenhão.

Agora, é contar as horas para o jogo decisivo desta quarta-feira, diante do Grêmio, em Porto Alegre. Vamos que vamos, Fogão!!!

 

 

 


Compartilhe

Deixe seu comentário

comentários

1.086 comentários em “Bruno Azevedo